Blog

Editora UFPR é finalista do Prêmio Abeu 2021

14/10/2021 11:31:05


A Editora da Universidade Federal do Paraná é finalista mais uma vez do Prêmio Abeu (Associação Brasileira das Editoras Universitárias). A premiação está na sétima edição e tem por objetivo valorizar as publicações universitárias. A obra “Imaginação como presença: o corpo e seus afetos na experiência literária”, de Ligia Gonçalves Diniz, lançada em 2020 pela Editora UFPR, concorre na categoria Ciências Humanas.

Prevista para o dia 22 de outubro,a divulgação dos finalistas foi antecipada pela diretoria da instituição para a última sexta-feira (08). As obras finalistas concorrem em oito categorias: Ciências Humanas; Ciências Naturais e Matemáticas; Ciências Sociais; Ciências Sociais Aplicadas; Ciências da Vida; Linguística, Letras e Artes; Projeto Gráfico e Tradução.

Os vencedores de cada categoria serão conhecidos durante a cerimônia virtual de entrega do Prêmio, no dia 23 de novembro, às 19 horas, com transmissão pelo canal da Abeu no YouTube.

Sobre o prêmio
O Prêmio Abeu foi instituído para distinguir, anualmente, as melhores edições universitárias nas áreas do conhecimento científico e acadêmico e o projeto gráfico mais acurado. Além de incentivar a publicação de obras de qualidade pelas editoras universitárias, a premiação fomenta a produção técnico-científica tanto em relação à excelência dos conhecimentos veiculados pelos títulos, quanto à concepção estética das edições.

Em 2020, a Editora UFPR garantiu o terceiro lugar na categoria Ciências Humanas no 6º Prêmio Abeu com a obra “Bakhtin, Wallon e as linguagens dos bebês’”, de Viviane Maria Alessi e Marynelma Camargo Garanhani.

Para ver a lista completa dos finalistas acesse www.premioabeu.com.br.

Sobre a obra


Em seu livro Ligia Gonçalves Diniz  faz questionamentos sobre os textos que lê e destaca os efeitos que provocam.   "Se a poesia é o escândalo da linguagem, à prosa de ficção cabe o encargo de fazer sentido. As duas disparam, porém, efeitos de presença, pelo potencial de ativar nossa imaginação. A imaginação: essa dimensão da consciência em que se dão experiências sensoriais e emocionais, mesmo sem estímulos materiais imediatos. É da imaginação que irrompe a energia afetiva latente nos textos literários, que redimensiona a força representacional da literatura, modificando nossa experiência subjetiva do mundo".


Para ler um trecho da obra clique aqui

Voltar